Páginas

quinta-feira, 10 de abril de 2008

o amor é cego e brega - parte 3

(para ler ouvindo tunnel of love, do dire straits)

o túnel do amor

a estética do que é romântico é altamente questionável. vermelho? corações? cupidos empunhando arcos? cisnes? bichinhos de beijando e carregando corações onde se lê eu te amo? ursinhos de pelúcia? rosas em profusão (se bem que das rosas eu gosto)? é toda uma gama de imagens de "bom gosto". vá lá, individualmente são legais. mas não, romantismo pressupõe exagero e intensidade.

só pode ser isso que levou alguém a imaginar o túnel do amor. sim, aquele brinquedo de parque de diversões onde você e o seu par passeiam num barco em forma de coração, cisne ou qualquer outra imagem medonha (para um barco), e vão passando por cenas românticas com tudo o que foi acima citado, e muito mais, todos juntos.

eu acho que o túnel do amor deve ter sido inventado para permitir que casais dessem uns amassos sem ficar em evidência, como no escurinho do cinema. só pode, gente. ou, ainda, para que os namorados enrolassem as meninas com a conversa do "vamos no túnel do amor?", e esse amor fizesse a guria topar, pelo romantismo, sem imaginar que a intenção do outro é que role todo um love fight durante o percurso.
aliás, só o nome do negócio já dá uma idéia de penetração. é impossível não associar com sexo. a gente só não tinha notado isso quando era criança.

a partir do momento em que passamos a ter motéis, o túnel do amor deixou de ter sentido. aliás, é incrível como os motéis mantiveram a tradição da cafonice dos supracitados túneis. estou falando dos que resolvem ter decoração "romântica". e dá-lhe cama redonda, colcha de metalassê vemelha, almofadas de corações, abajures cor de carne, lençóis azuis, cortinas de seda e corpos nus (tá bom, esses não fazem parte da decoração original). pra mim, isso é a prova de que o objetivo do túnel do amor e do motel é o mesmo: servir de local para abate.

tá ótimo, mas eu preferia abater/ser abatida num lugar de mais bom gosto...
p.s. eu aproveito para avisar que nunca andei no túnel do amor.

4 comentários:

menina_pati disse...

Já pensou um quarto de motel extra luxo COM um túnel do amor?
Gente, muito kitsch.

p.s: a primeira vez que fui num motel, o clima foi totalmente cortado por um desses aparatos "românticos". O espelho no teto.
Cara... Eu ri TANTO e em um momento crucial.

très julie disse...

se eu fosse freqüentadora, escreveria sobre motéis temáticos.
aqui em são paulo tem um chamado recanto do cowboy ou coisa do gênero, que é todo country.
ele fica perto da universidade são judas, e de fora você já tem idéia do que lhe espera em termos de decoração.

Barbie disse...

posso comentar ferinamente que eu nao suporto a "estetica do amor"?
aff que baffo bee

fabiana disse...

Quando eu tinha 11 anos eu fui no túnel do amor. Achei broxante, e olha que eu nem sabia o que era exatamente 'broxante'. (Inocência)