Páginas

segunda-feira, 21 de julho de 2008

tem dia que de dia é foda

você acorda de ressaca. numa segunda-feira. que agradável, não? e nem é porque tomou todas, já que, graças à lei seca, seu consumo do álcool tem sido quase bissexto (mas, quando ele ocorre, a maldita ressaca vem de brinde). você levanta meio perdida da vida, sem conseguir pensar nem em que roupa vai usar.

aí, porque seu cabelo não está contribuindo, você faz um coque (que fica parecendo um ninho de passarinho), o que dá à seu outfit (saia cinza no joelho e camisa social branca) a total vibe secretária.

você sai atrasada de casa, vai ouvindo blur no caminho para o trabalho e inexplicavelmente fica mais de bode, pega todos os sinais do caminho fechados, chega e não tem vaga no estacionamento do escritório, o que te obriga a dar toda uma volta imensa para poder parar o carro no estacionamento de chão de brita que fica num local carinhosamente apelidado de "beco do siri" (sentiram a vibe?), e onde só tem uma vaga, que é a que fica tão longe da entrada que você tem certeza que lá deve ter até um CEP diferente.

aí, quando você está andando rumo a mais um dia de labor, vem um desses ventos bizarros que assolam salvador no inverno (ou na estação climática que ocorre no período cronológico do inverno), levanta sua saia e você é obrigada a ouvir um dos guardadores de carro que estão por ali dizendo:

"ô, dotôra, calcinha cor-da-pele não!".

tipos, dá pra pular pra semana que vem?

7 comentários:

paula disse...

Jesus, apague a luz!

Meu dia também foi Phooddaa! Com todos os phs, ós, dês e ás que tenho direito.

No sábado à noite encontrei um rapaz que me disse que a gente deveria viver uns trezentos anos, pra ter chance de aos 80 resolver fazer medicina, aos 120 pilotar avião e por aí vai...

Pois hoje eu poderia dizer a ele que tudo o que eu queria era acordar amanhã com 70 anos, sorrir e dizer "ufa, dei conta, acabou".

Provavelmente essa sensação vai durar só mais meia hora, aliás, tomara, pq a vida não será um roteiro de cinema de título "de repente 70".

Mas AGORA eu só posso dizer, macunaimicamente, "ai que preguiça..."

ana piii disse...

foram OITO e-mails trocados no decorrer desse dia, com direito à atualizações do núcleo, aparentemente, esquecido da novela. sem mais.

fabiana disse...

Hahahahahahaha

isasidney disse...

CONVITE:

Mil desculpas, por invadir seu blog, mas convido você a visitar a Editora Biblioteca24x7, que comercializa obras pela internet (edição on-line e impressa) e buscar, na seção de ERÓTICOS, esta obra:


LUA QUEBRADA

Um romance entre o professor e sua aluna. Banal? Não o jogo de sedução e erotismo de Lua Quebrada. Além de todas as convenções, do alto grau de entrega e do encontro de dois mundos tão diversos, há um sutil jogo de poder entre os protagonistas que põe em cheque a relação entre homem e mulher, entre tesão e amor e, principalmente, entre a razão das convenções sociais e o desafio de quebrá-las em nome de um sentimento ao mesmo tempo tão irracional e tão humano quanto a velha e boa paixão.

Autor: Isaias Edson Sidney

Publicação da Biblioteca24x7.

ISBN: 978-85-61590-45-1

Só disponível pela Internet, no endereço abaixo:

http://www.biblioteca24x7.com.br (ÁREA, à esquerda, clique em : ERÓTICO).

LUA QUEBRADA: PARA INCENDIAR SUA IMAGINAÇÃO!

Princesa Barbie disse...

estava pensando esses dias em você.

tipo por que pagam para seres como fernanda young escreverem mas não pagam pra gente fina, elegante e sincera como você?

gente, eu ia comprar tudo em que saíssem seus textos. até seus discos comprava. tenho certeza que ao menos um rebolado rendiam.

Quéroul disse...

gata, deixando beijo daqui.

carlaparanhos disse...

Eu ia postar algo a respeito de calcinha cor da pele, aliás não entendo o pq desta ser tão odiada.
Mas adorei a propaganda de livro erótico hahaha, até esqueci o que iria dezer.
beijo