Páginas

quinta-feira, 19 de março de 2009

coisas que você não pode dizer só de olhar para ela

50 anos depois, eis que finalmente estou de volta.

aí que a kinha, do dona baratinha, e a rachel, do c'est quoi ce bordel?, botaram o meu na roda e cá estou eu participando deste meme. é fácil, basta copiar as regras, dizer 6 coisas aleatórias sobre você e depois repassar para os coleguinhas.

as regras:

1. linkar a pessoa que te indicou: check!

2. escrever as regras do mesmo em seu blog: check!

3. contar seis coisas aleatórias sobre você (minha gente, vocês não tem medo do perigo, pra deixar uma pessoa verborrágica contar 6 coisas aleatórias sobre si? que coraaaaage!):

+ tenho muito medo de feder. sobretudo de ter mau hálito, porque isso é o tipo de coisa que você não percebe em si mesmo, mas todos ao seu redor sim, e eu bem sei o quanto é ruim (me lembro nitidamente das pessoas que conheço ou conheci que têm/tinham mau hálito crônico). chulé-cheetos-bola e cecê também não são nada agradáveis. aliás, eu nem entendo como algumas pessoas (sobretudo na europa) podem não ligar pra banho e conseguem viver com o eterno cheiro de sebo. como diria uma amiga minha, é sempre bom ser higiênico.

+ apesar de muita gente achar que é mentira, nunca usei drogas, de nenhuma espécie (tirando remédio pra emagrecer, anfetamina, devidamente prescrito pelo médico, e não recomendo para nenhum fim). mas adoro tomar uns gorós. e estou há mais de um ano sem fumar!

+ algumas coisas que eu queria muito saber fazer: tocar bateria (na verdade, tocar qualquer instrumento), jogar sinuca, andar de skate e dançar break, no chão, rodando loucamente.

+ meu bisavô foi excomungado até a minha geração (não sei se é 3ª ou 4ª porque esqueci como é que se conta isso de geração). segundo minha avó, filha dele, é porque ele se recusou a defender (ele era advogado criminalista) um cardeal que foi acusado de estuprar uma freira, e preferiu defender a freira. claro que isso foi de alguma forma revertido, porque minha avó era mega católica e inclusive amiga de padres, ma eu adoro ter essa carta na manga e contar às pessoas no momento certo. causa um frisson sensacional. BÔNUS: meu celular tem final 666.

+ de uma maneira quase que intuitiva, aprendi a cozinhar quando fui morar em são paulo, e hoje é uma coisa que eu adoro fazer, se estiver com paciência. não sou nenhum mestre cuca como algumas amigas minhas, que sabem fazer de tudo e mais um pouco, mas me viro muito bem com massas e risotos, e invento uns petiscos que funcionam. raramente cozinho alguma coisa doce (exceção: cookies de chocolate e bolo de cenoura, e já soube fazer bolinho de chuva). e acho que alho é sempre bem vindo nas receitas. ADORO alho, tudo (salgado) fica bom com alho. inclusive, sou da categoria de pessoas fanáticas por pão de alho, do tipo que compra no supermercado e pede no bar. e foda-se o bafo! pois é, sendo que eu tenho medo de ter mau hálito... vão entender.

+ sofro muito de vergonha alheia, seriamente. sabe quando você está vendo um programa tipo namoro na tv e aparece aquele cara que vai se declarar para sua paixão secreta, que, quando vê quem é o tal admirador, fica morrendo, e todo aquele momento constrangedor sendo transmitido para todos os lares brasileiros? eu não aguento assistir, fico tão agoniada que desligo a tv. e vale para qualquer situação de muita vergonha alheia em público. tem coisas que eu nem entendo como é que o povo assiste, embora, se alguém me contar, eu seja capaz de achar graça. ams ver o sujeito ali, naquela situação... é foda.

+ de brinde, mais uma: eu amo minha irmã (a.k.a. momento beesha do meme).

4. indicar a galera que foi eleita para continuar esta missão e colocar os links no final do post: vamos lá.

carol
jorge
dudu
luis
pati
quéroul

(pher, eu liberei você porque vi que já rolou um meme meio parecido no seu blog)

5. Deixar a pessoa saber que você a indicou, deixando um comentário para ela: OK!

4 comentários:

Duda disse...

Cara, eu ia amar ver vc dando a giradinha do break ahahahaha

Posso saber que merda é meme? Não é merchan, não, né? (pq não faz muito sentido)

Caminhante disse...

Eu tenho o mesmíssimo problema de vergonha alheia. O Reporter Inexperiente, por exemplo. Saía muito da sala e pedia pro Luiz me contar!

Quéroul disse...

eba! post garantido pra próxima semana. valeu! hehe.

=*

fabiana disse...

Hahahahaha

Kinha me indicou e preciso fazer...